Porto Velho,
Rss Canal YouTube Facebook Twitter

Anísio Gorayeb

Anísio Gorayeb Filho é colaborador do Gente de Opinião, natural de Porto Velho, economista, jornalista (Reg. No. 1058/DRT-RO), e funcionário publico. Apresenta programa nas rádios Transamazônica FM e Cultura FM, e o quadro “Historias da Nossa Terra” no programa VIVA PORTO VELHO, que vai ao ar todos os domingos às 12 (meio dia) pela Rede TV. E-mail: [email protected]

ALTO MADEIRA, UM JORNAL CENTENÁRIO - Por Anísio Gorayeb

14/04/2017 - [19:01] - História

 

Humaytaense, que foi em fundado em 1891 e foi o primeiro jornal a circular na região, e ao lado o Alto Madeira, fundão em 15 de abril de 1917. (Fonte: Acervo Esron Meneses)

O primeiro jornal a circular em nossa região foi o jornal “O Humaytaense”, fundado na cidade de Humaitá por José Francisco Monteiro, em 29 de agosto de 1891. Época em que o único povoado por estas bandas era a pequena Santo Antonio, cujas terras pertenciam ao Estado do Mato Grosso.
Porto Velho nem existia nessa época e suas terras pertenciam ao Estado do Amazonas. Somente com o início da construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré em 1907 é que começou o surgimento de Porto Velho.

Esse jornal pioneiro da imprensa escrita na região tinha com slogan a seguinte frase: “O Humaytaense”, com notícias de Humaitá até a Cachoeira de Santo Antonio. Esse jornal circulou até 1917.

O jornalista Euro Tourinho, Diretor Geral do Jornal Alto Madeira, retratado nesta obra pelo artista plástico Mikeliton. (Fonte: Alto Madeira)



Com o desenvolvimento da região foi criado o município mato-grossense de Santo Antonio do Alto Madeira no dia 2 de junho de 1908. Porem sua instalação só aconteceu quatro anos depois, já em 1912. No ano da sua instalação foi criado o primeiro jornal do município, intitulado “O Extremo Norte”, isso porque Santo Antonio se localizava no extremo norte do Estado de Mato Grosso.

Já na cidade de Porto Velho, o primeiro jornal impresso foi o “The Porto Velho Times”, impresso todo em inglês nos complexos da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. Nessa época Porto Velho era distrito do município amazonense de Humaitá.
 
O “The Porto Velho Times” teve sua primeira publicação no dia 04 de julho de 1909, dia da comemoração da Independência dos Estados Unidos da América. Os americanos administravam a construção ferrovia e sem sombra de dúvidas, tinham muitos poderes na região. Logo no ano seguinte em 1910 foi lançado o segundo jornal também em inglês o “Marconigram” e depois o Porto Velho Currie. Esses jornais eram informativos e tinham como tema principal a construção da EFMM. Nessa época, surgiu um informativo, que era recheado de muitas noticias e fixado em um mural. Era o famoso Bilontra.

Naquele tempo os jornais eram ainda confeccionados nas famosas caixas francesas, coisa que os mais jovens não conheceram. Esse processo consiste em separar as letras de chumbo “uma a uma” até se formar as palavras, depois as frases e finalmente os textos. Chama-se cada um desses espaços prontos a serem impressos de caixa de texto. Um detalhe, as letras ficavam invertidas como em um carimbo.

No caso da primeira edição do jornal “The Porto Velho Times”, houve um erro de impressão. Na hora de se colocar o numero nove na caixa de texto, o número virou e em vez de ser impresso o ano de 1909, equivocadamente foi impresso 1609. Um grande detalhe quase nunca mencionado.
Já o primeiro jornal impresso em português na cidade de Porto Velho foi o jornal “O Município” em 1915. Circulou por pouco tempo, mas dois anos depois, o primeiro superintendente eleito de Porto Velho, o Tenente médico Joaquim Augusto Tanajura funda o Alto Madeira, exatamente em 15 de abril de 1917.

Na sua quinta edição, no dia 06 de maio de 1917, o jornal “Alto Madeira” publicou pela primeira vez um edital da Superintendência de Porto Velho (prefeitura), com o título de “Actos Officiais”, onde comunicava à população seus despachos de requerimentos, deferimentos para construções, autorização de funcionamento de estabelecimentos comerciais e pagamento de débitos do município. Assim iniciou as publicações oficiais no município de Porto Velho.

Sua primeira sede foi na Rua José Bonifácio, no início da ladeira Comendador Centeno, posteriormente, já na década de 20, mudou-se para a Rua Sete de Setembro esquina com Rua Prudente de Moraes. Na década de 40 nova mudança, desta vez, para a Rua Barão do Rio Branco em frente a Praça Jonathas Pedrosa, e por último, nos anos 80 a Avenida Jorge Teixeira esquina com a Avenida Migrantes.

Nesses 100 anos de atividades, muitos jornalistas, editores e diretores estiveram a frente desse patrimônio do nosso povo, inclusive, meu saudoso pai também foi jornalista desse “GIGANTE” da comunicação, que desde o início da década de 70 é dirigido pela família Tourinho. O Alto Madeira ainda tem a frente o patriarca fa família, o “inoxidável” e decano do jornalismo Euro Tourinho, atualmente de 95 anos de idade. A historia de ambos, tanto do Jornal como do Euro são inseparáveis, o querido Euro iniciou suas atividades no Alto Madeira em 1950. Quase sete décadas caminhando juntos..

Parabéns ao Jornal Alto Madeira, Parabéns Euro, Luiz e Neusa Tourinho...

ANÍSIO GORAYEB – Memorialista e colaborador.

 


Comentários

Preencha o formulário abaixo e clique em "Comentar" para enviar seu comentário


ComentÁrios Facebook


Mais Notícias

publicidade

E-mail: [email protected] - [email protected]

Diretor Comercial Luiz Carlos Ferreira - Jornalista Responsavél Luka Ribeiro

Telefone: (69) 3221 4532 e (69) 3221 4532

Endereço: Av Getulio Vargas 2086 - Sala Comercial 5 , Bairro: Nossa Senhora das Graças - CEP: 76804-114

Cidade/Estado: Porto Velho/RO

É autorizada a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, informando a fonte em nome de Gente de Opinião

Gente de Opinião | Copyright © 2017 | Todos os direitos reservados