Porto Velho,
Rss Canal YouTube Facebook Twitter

Carlos Sperança

Colunista político do Jornal "DIÁRIO DA AMAZÔNIA", Ex-presidente do SINJOR, Carlos Sperança Neto é colaborador do Portal Gentedeopinião. E-mail: csperanca@enter-net.com.br

Nova licitação para transportes coletivos de Porto Velho - Por Carlos Sperança

11/08/2017 - [05:03] - Política

 

Bioceânica emperrada

O Senado voltou a debater durante a semana o relatório final de viabilidade técnica e econômica da Ferrovia Bioceânica na Comissão de Serviços de Infraestrutura. Além de integrar a região Norte da América do Sul, a ferrovia poderá criar um dos principais corredores de exportação para a Ásia.

Conforme o planejamento em andamento, o trecho brasileiro começa em Campinorte (Goiás) e cruza todas as extensões territoriais dos estados do Mato Grosso, Rondônia e Acre, antes de chegar à fronteira peruana, onde existem obstáculos a serem vencidos na cordilheira dos Andes.

Conforme os estudos, o investimento estimado na parte brasileira é de R$ 40 bilhões e deve receber financiamento da China. A previsão é que quando seus 5000 kms forem concluídos a Bioceânica possa escoar 23 milhões de toneladas de grãos e minérios.

Neste momento as obras estão emperradas por conta de posições antagônicas entre os governos brasileiro e peruano sobre o trajeto. O Peru quer a Transcontinental numa rota no ponto mais alto dos Andes, a 4 mil metros de altitude encarecendo sobremaneira o empreendimento.


 


 

 

Já no forno

A licitação para a escolha de uma nova empresa para assumir o sistema de transportes coletivos de Porto Velho com compromissos de melhorias, tais como de instalar abrigos para os usuários nas paradas, ônibus novos e com ar refrigerado, já esta no forno. Com a tarifa elevada, será possível atrair empresas para participar do certame de todo país, sendo incluídas as atuais formadas pelo Consórcio SIM.

 

Uma romaria

Como foi noticiado, a Associação Rondoniense de Municípios – AROM, formou durante a semana uma caravana de 17 prefeitos para choramingar recursos junto aos Ministérios e de emendas parlamentares dos senadores e deputados federais. A crise atinge de rijo o funcionalismo e os alcaides penam pela falta de recursos até para as demandas sociais como saúde e educação.


 



 

Mais ajustes

Por falar em ajustes, depois das demissões em Porto Velho e Cacoal, outros municípios também poderão demitir para adequar seus orçamentos a Lei de Responsabilidade Fiscal. A realidade é triste para os servidores e vários estados estão pagando as folhas do funcionalismo parceladamente, como são os casos do Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Por aqui fala-se em novos cortes na ALE, governo do estado e na prefeitura da capital.
 

SAIBA MAIS:



Acompanhe no "Portal Tô no Controle" do TCE-RO
as receitas e despesas dos municípios de Rondônia.

 


 

Forças armadas

Depois do Rio de Janeiro apelar para reforços das forças armadas para controlar a criminalidade, os estados do Acre e de Roraima (neste caso para continuar) solicitaram tropas federais para controlar as suas fronteiras tomadas pelas facções criminosas do tráfico de drogas. O Acre tem sido a grande vitima do crime organizado nas últimas semanas com atentados e queima de ônibus em vários municípios.

 

Semi aberto

O ex-deputado estadual Kaká Mendonça (PTB) é mais um dos envolvidos na Operação Dominó a obter o regime semi-aberto em Rondônia. Da mesma Operação, os ex-presidentes Carlão de Oliveira e Marcos Donadon são considerados “foragidos”, mesmo sob tratamento de saúde. De outra operação da Policia Federal, o ex-presidente Natanael Silva está preso. Em Rondônia é um verdadeiro enxame de ex-prefeitos e ex-deputados presos e foragidos.
 


 

Via Direta

*** O PSB de Rondônia discute em maio as diretrizes do partido para 2018 *** Porto Velho que vivenciou a imigração dos haitianos, agora abriga imigrantes venezuelanos ou em passagem para o sul do país em caravanas *** Rondônia comemora finalmente o inicio das obras da dragagem do Rio Madeira *** Com isto, a hidrovia aumentará geometricamente o transporte de grãos para a Ásia.


Comentários

  • GUSTAVO OLIVEIRA - 11/08/2017

    Realmente, mas se a lei fosse para todos, teriamos senadores pilantras na cadeia como ex deputados estaduais estão. Tem senadores que receberam dinheiro para votar favoravel à cassassão de Dilma, tem senador que esta envolvido na lava jato e tem senador condenado á cadeia. Tem senador que não paga direitos trabalhistas de seus funcionários, mas o pior de tudo, são senadores que em troca de nomeações em orgão publico votam, contra a classe trabalhadora dizendo ser importante, mas não é mais importante investir coreretamente e não na liberação de emendas para votar favoravel aos quadrilheiros de plantão?

Preencha o formulário abaixo e clique em "Comentar" para enviar seu comentário


ComentÁrios Facebook


Mais Notícias

Opinião TV

+ Vídeos

E-mail: redacao@gentedeopiniao.com.br - gentedeopiniao@gmail.com

Diretor Comercial Luiz Carlos Ferreira - Jornalista Responsavél Luka Ribeiro

Telefone: (69) 3221 4532 e (69) 3221 4532

Endereço: Av Getulio Vargas 2086 - Sala Comercial 5 , Bairro: Nossa Senhora das Graças - CEP: 76804-114

Cidade/Estado: Porto Velho/RO

É autorizada a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, informando a fonte em nome de Gente de Opinião

Gente de Opinião | Copyright © 2017 | Todos os direitos reservados